Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2008

República do Desencontro

O mercado do livro e a tradição literária nordestinaLau Siqueira*Ano passado participei como convidado do Encontro de Interrogações do Itaú Cultural, em Sampa. Um evento que busca, sobretudo, o mapeamento da boa literatura contemporânea brasileira. Grandes momentos. Grandes debates. Nomes de ponta da produção literária brasileira estiveram por lá. Muitos dos quais já com alguma intimidade com a engrenagem mercadológica do livro, pelo menos em termos de distribuição.Inicialmente fiquei um tanto quanto injuriado ao ouvir a Professora Heloísa Buarque de Holanda dizer que os poetas nordestinos não entravam nas suas antologias porque seus livros não chegavam ao sudeste. No entanto tomei o fato como uma provocação acerca do isolamento vivido pelos escritores nordestinos e que, diga-se de passagem, não difere muito dos escritores de outras regiões periféricas ou mesmo das periferias das regiões centrais de um país, injustificadamente, ainda debruçado sobre as grandes chaminés de um grande pó…