Postagens

Mostrando postagens de Março, 2018

pipoca BOKUS

Estava escorado num poste depois do almoço, lendo um livro em pleno centro de João Pessoa. Buzinas, pessoas, gritos de camelôs... Tudo era paisagem e passagem. Tudo era viagem. O que perturba o silêncio geral, de alguma forma, não me incomoda. Aprendi a conviver no caos urbano. Outras coisas me incomodam mais, muito mais. Enfim... Gosto de ler Umberto Eco em qualquer circunstância. Me faz bem ler um bom texto,reconhecer ideias claras e refletir sobre elas. Ele fala dos livros, da verdade, da memória, mas o que eu leio é a minha própria vida. Nesse tempo de turbilhões seletivos, encantamentos diluídos, amores estrangulados num posto de gasolina e as pipocas Bokus sorrindo no fiteiro. O que importa é termos uma síntese de tudo. A síntese da tempestade revela a intensidade do vento. Isso não irá garantir a brisa, mas permitirá ao navegante ratificar o rumo, manter o leme. Afinal, navegar é preciso. Aliás, navegar é pessoanamente preciso. Mas, viver, às vezes, é impreciso demais. Estamos …

Caminhando com Geraldo Vandré

Imagem
O poeta, jornalista e amigo Linaldo Guedes me entrevistou acerca do recital que Geraldo Vandré fez nos dias 22 e 23 de março na Sala de Concertos Maestro José Siqueira. A entrevista saiu no Correio das Artes, o mais antigo suplemento cultural do país ainda em circulação. Na entrevista converso um pouco sobre a convivência com esse grande artista brasileiro e o planejamento do concerto. 
SEGUE NA ÍNTEGRA A ENTREVISTA QUE LINALDO GUEDES FEZ COMIGO.

1 – O concerto será mesmo nos dias 22 e 23 de março? Que horas e local?
Por uma questão de conciliação de agendas o concerto foi remarcado para os dias 22 e 23 de março, na Sala de Concertos Maestro José Siqueira, às 20h. Esta Sala fica no Espaço Cultural José Lins do Rego. Por que na Sala José Siqueira? Nós queríamos fazer no Teatro Pedra do Reino, que rapidamente se tornou reconhecido como um dos maiores, mais modernos e imponentes teatros do Brasil. No entanto, a Sala José Siqueira foi uma escolha muito particular do artista e nós respeitamos…

SOBRE ESTARMOS JUNTOS...

Imagem
Adoro gente humorada. Adoro estar de bem com a vida. Mas, isso não me aparta das tristezas. Sejam as minhas tristezas particulares, sejam as tristezas do mundo longe ou perto. O que mais me entristece nesse momento da vida brasileira é ver a ignorância e o obscurantismo tomando conta da vida. Isso não tem nada a ver com nossas diferenças e divergências. Isso é produto ideológico. Coisa arquitetada. Parece que enquanto sonhávamos com um país mais justo, uma máquina desmioladora de gente trabalhava incansavelmente. Estamos piorando. Quanto mais eles dizem que economia está se recuperando, mais vemos desgraças pelas ruas. A fome voltando rápido e abraçando nossos disfarces. A miséria mental ganhando contornos de opinião pública.
Muitas coisas me entristecem. No entanto a disseminação de informações falsas arde a minha calma. O compartilhamento de absurdos nas redes sociais revela a gravidade da situação que nos cerca. Jovens e idosos. Analfabetos funcionais, mas também doutores. Gente co…