TINTO E O ABRIL PARA A LEITURA

por Lau Siqueira

Quando instituições culturais se juntam na busca de soluções orçamentárias e programáticas os melhores objetivos são atingidos. São caminhos assim que a Fundação Espaço Cultural da Paraíba – FUNESC e o Centro Cultural Banco do Nordeste – CCBNB começam a traçar. Já aconteceram diálogos e parcerias anteriores, mas na abertura de um dos eventos do “V Abril para a Leitura” esses caminhos ficaram mais definidos. Foram instigantes os diálogos  da abertura do evento, na última terça-feira, em Sousa, a Cidade Sorriso do Alto Sertão paraibano. Além de alunos da Rede Pública, lá estiveram representados municípios como Nazarezinho, Poço José de Moura, Cajazeiras entre outros. A cidade de Aparecida a sua grande referência, a Acauã Produções Culturais e Laercinho, seu secretário de cultura falando dos 18 anos do Festival Serjanejo de Poesia. Enfim, o V Abril para a Leitura chama a atenção para uma nova estratégia de política cultural das instituições.

Chamou a atenção, sobremaneira, o trabalho desenvolvido pelo Professor, poeta e músico Tinto Marques com os alunos da Escola Municipal Maria Marques de Sousa, localizada no Jardim Brasília. Um bairro onde predomina a vulnerabilidade social. Através do programa Mais Educação, Tinto realiza um trabalho de incentivo à leitura com os alunos da escola, a partir de um coral com músicas temáticas compostas pelo próprio Tinto, onde predomina a importância da leitura para a formação cidadã. A experiência de levar esses meninos e meninas para um centro cultural importante como o CCBNB, certamente trará resultados imediatos no rendimento do próprio projeto de leitura desenvolvido por Tinto. Mas, também na autoestima dessas crianças. A porta aberta da Biblioteca do CCBNB e do V Abril para a leitura, precisa pois, ser reconhecida e celebrada pelos fazedores de cultura da Paraíba.


Nomes importantes da literatura paraibana, como os escritores Antônio Mariano e Marília Arnaud abrilhantam um evento que traz ainda oficinas de formação em Arte Educação, curso de literatura e internet, lançamentos de livros, teatro infantil e outras atividades. Um acontecimento fundamental para o povo sertanejo. O evento reafirma a importância deste Centro Cultural no Alto Sertão da Paraíba e mostra uma forma apaixonada de produzir cultura, com dedicação e criatividade.  No mais, a forma carinhosa e competente como o poeta Sérgio Silveira conduz o evento, o compromisso do diretor do Centro, Lenin Falcão e a simpatia de toda a equipe fazem uma diferença enorme. O CCBNB afirma assim sua presença no Sertão da Paraíba. Por esses caminhos, certamente, a cultura da Paraíba irá mais longe.


Texto que estará public ado amanhã, dia 25.04.14 no Jornal A União.

Comentários

Poesia em Foco disse…
Caro Lau,obrigado por suas amáveis palavras que muito nos incentivou a seguir adiante na luta pela poesia, pela música, pela arte e principalmente pela leitura. Valeu meu amigo, um forte abraço!

Postagens mais visitadas deste blog

Mário Quintana: A ABL VIROU UM DEPÓSITO DE MINISTROS

Em Guarabira tem Café com Poeira – Cultura e Resistência no Brejo Paraibano